Biografia de Virgem de Juquila

Ao lado da Virgem de Guadalupe, esta é a invocação da Virgem Maria mais venerada e popular do México, um país que certamente professa de muita fé católica e se destaca por isso na região.

É a padroeira do México e do estado mexicano de Oaxaca, onde se encontra a cidade de Santa Catarina Juquila e que abriga seu magnífico e popular santuário, o qual recebe milhares de fiéis todos os anos.

O nascimento desta lenda e sua adoração se remontam ao século XVII, quando um humilde e nativo camponês recebeu do frade dominicano Jordán de Santa Catalina uma imagem da Puríssima Concepção que havia sido esculpida na Espanha e trazida de lá quando se estabeleceu na cidade mexicana

O frade espanhol, sabendo de sua grande devoção pela imagem, presenteou o camponês com a mesma e pediu a ele para adorar e estimular seus demais companheiros a fazer também.

Este homem que era muito crente prestou absoluta adoração e segundo dizem recebeu como recompensa muitas concessões da virgem, fato que também aconteceu com os outros que se aproximaram dela para pedir algo.

Certo dia, um forte incêndio invadiu e destruiu toda a igreja que abrigava a imagem, no entanto, e para surpresa de todos, a Virgem foi o único elemento que permaneceu de pé e quase não sofreu queimaduras.

A comoção que tal fato gerou na cidade foi impressionante e deu passagem para a concretização de uma infinidade de milagres.

A comunidade se uniu em torno de seu culto e construiu um santuário que recebe a cada ano milhares de peregrinações provenientes de quase todos os estados mexicanos.

Sua celebração é realizada anualmente todo dia 8 de dezembro e é festejada com muita alegria, música e danças

Em outubro de 2014, seus fiéis receberam um presente que os comoveu demasiado, pois o Papa Francisco concedeu a coroação papal à famosa imagem.

A partir de então, a visita de peregrinos se multiplicou e desta forma é visto seu reconhecimento mundial.

O acontecimento foi muito esperado na cidade e contou com um preparo muito cuidadoso.

Foi dirigido pelo núncio apostólico Christophe Pierre, que concretizou a coroação em nome do Papa.

> Proximo >>>

Buscador