Biografia de Valentina Tereshkova

A carreira espacial sempre foi um lugar para os homens, sendo poucas mulheres que se tornaram conhecidas por participar de voos espaciais. Uma das figuras mais estrondosas e relevantes para a história da humanidade e sua investigação ao espaço exterior é Valentina Tereshkova, a primeira mulher que viajou ao espaço e dedicou sua vida à pesquisa científica.

O lugar e a hora certa para transformar a história

Valentina teve uma vida simples e humilde antes de tornar conhecida sua participação em voos espaciais. Nascida num interior distante da Rússia, na década de 1930, ainda conhecida como União Soviética, esta garota fazia parte de uma família de trabalhadores rurais. Seu pai foi soldado na Segunda Guerra Mundial e morreu em uma das batalhas mais duras enfrentadas pela União Soviética com a Finlândia. Valentina teve que abandonar a escola e ajudar no sustento da família, razão pela qual teve que terminar seus estudos à distância.

Durante a juventude, realizou diversas atividades, entre elas, talvez a que se destacaria mais, como o curso de paraquedista. Este fato era algo relativamente normal em uma nação onde a tecnologia e as estratégias bélicas faziam parte da identidade comum. Quando a União Soviética realizou, em 1961, um chamamento para integrar mulheres aos voos espaciais que aconteciam na época, Valentina se apresentou como candidata e foi escolhida entre centenas de outras mulheres.

Uma mulher que nunca mais seria a mesma

Pode-se dizer que quando Valentina Tereshkova deixou a atmosfera de nosso planeta era apenas uma mulher simples e comum. Acredita-se que sua escolha teve a ver com sua origem humilde, da qual servia para a identidade operária e proletária que a União Soviética queria construir em seu povo. Mas quando retornou, depois de orbitar quase cinquenta vezes ao redor da Terra e deter mais horas de voo que muitos cosmonautas de todo o mundo, Valentina nunca mais seria uma mulher como qualquer outra. Sua história e a história das mulheres mudariam para sempre.

Esta ilustre cosmonauta se tornou uma das referências mais renomadas da carreira espacial soviética, mostrando que qualquer um poderia transformar-se em representante da nação. Valentina recebeu todas as medalhas que a URSS entregava a seus líderes e heróis, incluindo a Ordem de Lênin e a Heroína da União Soviética.

Depois de retornar à Terra, dedicou sua vida a estudar engenharia, conseguindo doutorar-se na área. Atualmente, trabalha como propagadora e cientista nas áreas de astronomia e recebe inúmeros convites de institutos oficiais para contar sua experiência.

> Proximo >>>

Buscador