Biografia de Stefan Zweig

Foi um dos autores mais populares e aclamados dos gêneros romance, ensaio e biografia. Os fãs e a crítica coincidem em citar sua sensibilidade na descrição dos sentimentos dos personagens que apresenta, além de sua fluidez narrativa, assim como suas marcas distintivas que proporcionaram o sucesso de seu vasto trabalho.

Sua postura pacifista e oposição perante o nazismo o confrontaram diretamente com o regime de Hitler, consequentemente, teve que ser exilado, tanto durante a Primeira como na Segunda Guerra Mundial

Até o último dia de sua vida manteve o ideal de ver uma Europa unida, mas paradoxalmente teve que conviver e fazer parte de um confronto absoluto.

Sua origem judaica também incidiu na opção do exílio

Nasceu em Viena, em 1881, época capital do poderoso Império Austro-Húngaro, no seio de uma família judaica abastada. Seu pai era dono de uma empresa têxtil e os familiares de sua mãe poderosos banqueiros.

Estudou Letras na Universidade de Viena

Escreveu biografias maravilhosas sobre grandes personagens como a rainha da Escócia, Maria Estuardo, que terminou seus dias presa por sua prima, a soberana Isabel I da Inglaterra, por considerá-la uma clara ameaça a seus interesses políticos.

Também escreveu sobre a vida de uma das figuras políticas mais influentes da França, desde a Revolução Francesa e incluindo a dominação napoleônica: Joseph Fouché.

Maria Antonieta foi outra rainha que chamou sua atenção, assim escreveu a biografia de sua história que também foi adaptada ao cinema no ano de 1938.

Seu livro aborda as luzes e as sombras da rainha consorte francesa que foi acusada de ser corrupta, frívola e um dos fatores da queda da monarquia e do estouro revolucionário francês.

O final de sua vida foi trágico: cometeu suicídio junto com sua segunda esposa por estar convencido que o nazismo triunfaria

Seu medo de que os nazistas dominassem o mundo era tanto que decidiu acabar com sua própria vida para não ter que passar por isso.

Morreram após uma overdose de medicamentos, em 1941, no Brasil, país onde se instalaram um tempo antes.

Na América do Sul veio para realizar uma série de palestras, foi aí que decidiu estabelecer-se e morar.

A casa em que viveu seus últimos momentos de vida se tornou mais tarde um museu.

> Proximo >>>

Buscador