Biografia de René Favaloro

A dedicação e a tragédia condensadas em uma só pessoa. René Favaloro é um dos maiores e históricos profissionais da saúde da Argentina. Entregou sua vida para melhorar a medicina, especialmente na área da cardiologia, a fim de proporcionar melhor qualidade de vida e saúde àqueles que necessitam.

Foi reconhecido tanto local como internacionalmente. Mas talvez os próprios traços de sua personalidade entristecida e das questões financeiras inscritas nas páginas da injustiça fizeram com que deixasse este mundo por decisão própria após sofrer anos de uma profunda depressão.

Um destino marcado pela entrega ao próximo

De origens humildes, René Favaloro nasceu em 12 de julho de 1923, em La Plata, capital da província de Buenos Aires. Reconhecida por ter uma das universidades mais importantes do país em termos de Medicina, esta cidade seria o berço e o lar para que este grande cirurgião cardíaco despertasse seus talentos e habilidades.

Seu pai foi carpinteiro enquanto sua mãe se dedicava a confecção de roupas, ambos os ofícios tradicionalmente ligados aos setores mais populares. Desde cedo, o jovem René demonstrou especial interesse e faculdades para o estudo e a responsabilidade.

Seu interesse em melhorar a vida das pessoas o levou a decidir pelo ramo, assim após terminar o ensino secundário deu inicio à carreira médica na Universidade Nacional de La Plata.

Ao longo de sua carreira, foi desenvolvendo um interesse particular pela área cardiovascular. Isto esteve ligado à época em que estava para formar-se, década de 1940, onde a cirurgia cardíaca começava a mostrar importantes e promissores avanços. Já naquela época havia uma técnica pouco conhecida chamada "bypass", com a reconstrução da irrigação sanguínea em artérias estreitadas ou obstruídas.

O estudo desta técnica em hospitais dos Estados Unidos permitiria a Favaloro idealizar uma forma de aplicá-la corretamente, da qual é usada atualmente em todo o mundo. Esta gigantesca contribuição para a medicina o consagrou como médico cirurgião cardíaco.

O sucesso profissional e os problemas pessoais

Após suas conquistas na área profissional, Favaloro voltou à Argentina e fundou no ano 1975 a Fundação Favaloro, uma das mais prestigiosas e renomadas instituições de assistência médica do país. Ali, o objetivo era oferecer atendimento especializado na área de cardiologia aos pacientes. Hoje em dia, esta fundação cresce ano após ano não só em número de pacientes, mas também nas áreas de atendimento e pesquisa.

No entanto, os sucessos expressivos no mundo de sua profissão não asseguraram a felicidade pessoal de Favaloro. Desde sempre, este grande homem esteve ligado ao que considerava como causas justas, participando, por exemplo, em 1984, da CONADEP ou comissão destinada a investigar os crimes contra a humanidade cometidos na última ditadura argentina.

No ano 2000, quando a Argentina enfrentava uma das crises econômicas mais fortes de sua história, Favaloro pediu ajuda ao governo do então presidente De la Rúa para quitar as dívidas que a fundação tinha com o PAMI e outros institutos que não lhe pagavam pelo serviços

Não obteve resposta de nenhum funcionário político e muitos atribuem esta situação limite, além de outras características de sua personalidade com a decisão de tirar sua própria vida nesse mesmo ano.

Sua partida deste mundo deixou muitas dúvidas e questões a resolver, mesmo assim sua contribuição para a Medicina e seu compromisso com a saúde pública continuam presentes tanto em seus materiais como nos profissionais e colegas que o veneram como um herói da medicina.

> Proximo >>>

Buscador