Biografia do Rei Salomão

A Bíblia é um livro que não sai de moda e da qual é possível encontrar informações de grande valor histórico, teológico ou simplesmente humano. O livro I Reis cita um personagem que simboliza o ideal de sabedoria e justiça, o rei Salomão.

Segundo o relato bíblico, Salomão era filho do Rei Davi e o sucedeu no trono de Israel. Sua figura nunca foi apagada mesmo com o passar do tempo. É por isso que as avaliações justas e imparciais são rotuladas como "decisões salomônicas".

Em um sonho, Salomão recebeu a visita do rei Jeová e este pediu que escolhesse um presente, pois lhe seria concedido. No lugar de pedir riqueza, poder ou a morte de seus inimigos, tomou uma decisão sábia: discernir entre o bem e o mal.

Jeová aceitou seu pedido e ao mesmo tempo lhe autorizou construir um templo em Jerusalém.

O julgamento mais ilustre da história

Certo dia, duas prostitutas se apresentaram a ele. Cada uma havia criado uma criança, mas um deles acabou morrendo afogado. As duas mulheres afirmaram ser a mãe daquele que permaneceu vivo.

O rei tinha duas testemunhas opostas e nenhuma prova para mostrar quem estava dizendo a verdade. Então, pediu que trouxessem uma espada para que a criança viva fosse dividida ao meio e cada mãe recebesse uma das partes. Uma das mulheres concordou, mas a outra se recusou a aceitar a decisão e pediu ao rei que entregasse a criança à outra mulher.

Desta forma, Salomão soube com certeza que a verdadeira mãe era aquela que havia renunciado seu filho. Graças à estratégia sábia do rei, a justiça foi feita e a mãe verdadeira pôde criar seu filho.

O encontro com a rainha de Sabá

Makeda, rainha de Sabá, visitou o rei de Israel em Jerusalém e trouxe consigo uma grande quantidade de presentes. Com sua presença, a rainha queria saber em primeira mão se as lendas sobre o sábio monarca eram verdadeiras ou simplesmente histórias inventadas.

Segundo outras versões, o propósito do encontro era o intercâmbio comercial entre os dois reinos. De qualquer maneira, a personalidade e a sabedoria do rei impactaram a rainha de tal forma que Makeda se converteu ao judaísmo.

Apesar de o rei Salomão contar com um grande harém de esposas e concubinas, ficou encantado com a beleza da rainha. De acordo com os relatos da igreja ortodoxa etíope, os dois monarcas tiveram um filho, Menelik. Em Kebra Nagast, o livro dos Reis da Etiópia, conta-se que Menelik proclamou o povo etíope como o autêntico povo escolhido por Deus.

Um homem sábio que também cometeu grandes erros

Segundo relato bíblico, o rei Salomão se desviou do caminho correto de várias maneiras.

Em primeiro lugar, casou-se com a filha do faraó do Egito com o fim de ampliar seu poder a outros territórios, mas esta decisão se opunha ao mandato de Jeová que proibia alianças com reinos estrangeiros.

Em segundo lugar, manteve relações íntimas com mulheres de outros reinos e quando chegou à velhice se interessou por outros deuses. Tudo isso provocou a profunda decepção de Jeová.

> Proximo >>>

Fotolia. (em ordem de apariçâo)
Fluenta


Buscador