Biografia do Rei David

A comparação entre David e Golias é normalmente utilizada para referir a um fracasso marcante, como a derrota de um grande time de futebol (ou de outro esporte) sobre um competidor teoricamente muito inferior, ou então, em qualquer caso que haja o confronto entre um franco favorito e um oponente teoricamente muito mais fraco, da qual o segundo sai vitorioso.

A história bíblica da qual se baseia esta comparação tem dois protagonistas: Golias, o gigante filisteu; e Davi, um rei israelita histórico, mas que também legendário.

David foi um dos grandes reis de Israel, que sustentou a coroa de 1010 a 966 a. C.

Este Israel foi o reino unificado que existiu entre 1030 e 930 a. C, dividido seguidamente em dois (Judá e Israel) a partir de 930 a. C.

As referências à sua vida e a seus atos estão impregnados de referências religiosas, como na Bíblia, sendo que às vezes é difícil separar o que faz parte da religião ou o que é pura realidade histórica.

Vamos por parte e começar pelo personagem histórico....ou quem supostamente possa ser.

Pois, como em tantos outros casos, embora haja certas evidências de sua existência, alguns autores chegam a questioná-lo.

Mesmo havendo aqueles que suspeitam de sua existência, acredita-se que o rei David bíblico e histórico foi dois personagens diferentes; outra referência seria sobre a "casa de David", uma dinastia da qual não necessariamente pertencesse um rei chamado David.

As evidências existentes apontam o nascimento de David por volta de 1040 a. C. em Belém (coincidentemente o mesmo lugar que Jesus nasceu). Supõe-se que seu pai foi o rei Saul, mas que também poderia ter sido outro nobre.

David foi um militar de notável êxito, dirigiu operações de batalhas contra diversos povos no contexto da expansão israelense. Depois de chegar ao trono, manteve a política expansionista de seu antecessor, chegando a incorporar Damasco (capital da atual Síria) a seu reino.

No campo pessoal, teve várias esposas e uma grande descendência (especula-se quase vinte filhos ou mais).

No plano bíblico, sua história mais conhecida foi seu confronto, quando criança, com o gigante Golias

Golias foi um gigantesco soldado filisteu que desafiava a um combate individual todo soldado israelense que se atrevesse contra ele; ainda mais assegurava que se alguém o vencesse, os filisteus se declarariam derrotados e seriam submissos aos israelenses.

Considerando a altura e a força do sujeito que lançou o desafio, nenhum soldado hebreu se atrevia em enfrentá-lo, até que certo dia David ouviu o desafio e se apresentou como voluntário para combatê-lo.

Obviamente, por ser um menino, pastor do rebanho de seu pai (segundo a Bíblia, este era o trabalho de Davi) provocou o riso de toda tropa filisteia, contando com a gargalhada do próprio Golias.

O que o gigante não sabia é que David havia adquirido muita habilidade protegendo seu rebanho de múltiplos perigos.

Com uma só pedra lançada com precisão aos olhos do gigante, Davi derrubou e venceu Golias

A lição que devemos tirar desta história é que o tamanho realmente não importa, mas sim a habilidade que se tem.

Mas David não tem apenas este episódio na Bíblia, sua história é muito mais extensa, porém mais desconhecida.

David foi ungido pelo profeta Samuel depois ser escolhido por Deus como o futuro rei dos israelitas.

Deus estava descontente com o rei Saul, que o havia desobedecido e pecado

Curiosamente, as mesmas fontes bíblicas dão a entender que Saul era, apesar disso, muito menos pecador que David, porém este último desfrutava do agrado de Deus, uma espécie de "carta branca" que lhe dava licença para quase tudo.

David saia com uma mulher casada (Betsabá), para isso fez com seu marido (um soldado que lutava pelo seu exército) fosse colocado na linha de frente de uma batalha para morrer em combate e assim ficar com sua esposa; também exterminou vários povos praticando uma política do que agora é chamado de "limpeza étnica" com suas conquistas.

De acordo com a religião cristã, Jesus pertence à Casa de David, ou seja, à sua linhagem

Segundo a Bíblia, David foi responsável pela conquista de Jerusalém e de seu estabelecimento como capital do reino dos israelitas. Não há evidências arqueológicas de que estes fatos históricos coincidam com esta narrativa.

David é, então, um dos pais patriarcais do Antigo Israel, um estado que também se baseou na demanda da comunidade judaica moderna para exigir uma "pátria para os judeus", coroada em 1948 com a declaração de independência do Israel moderno.

> Proximo >>>

Fotolia. (em ordem de apariçâo)
Ruskpp, Renata Sedmakova


Buscador