Biografia do Pepe Mujica

Em um continente onde tudo é campo para a luta, a última parte do século XX deu origem a um grande número de líderes políticos que ousariam mudar para sempre a história da região. No caso do pequeno, mas ao mesmo tempo grande país - o Uruguai - não há dúvida que José "Pepe" Mujica foi o líder mais carismático, seguido e valorizado dos últimos 50 anos.

Este homem com uma trajetória de lutador social e caracterizado por sua humildade, assim como sua austeridade consistente, soube conquistar o afeto e o carinho do povo oriental e dos povos latino-americanos. Governou o país entre os anos 2010 e 2015, deixando o cargo recentemente para seu sucessor Tabaré Vázquez. Mujica é também reconhecido por ter sido membro do movimento guerrilheiro Tupamaros, que atuou belicamente entre a década de sessenta e setenta no Uruguai contra as formas autoritárias do governo que administrava o país durante esses anos.

Um líder revolucionário fora dos parâmetros normais

Quando pensamos em política muitas vezes imaginamos advogados ou outros profissionais que passam a vida discutindo e debatendo sobre o assunto, pessoas vestidas de terno, coisas que pouco importam para a população. Se levarmos em conta esta representação do imaginário social sobre o que é um político, Pepe Mujica foge dessa regra.

Apesar de ter tentado a profissão de advogado, mais pela tradição do que por desejo, este uruguaio nascido na região de Montevidéu nunca se contentou com o que é considerado normal e em sua juventude passou a participar de atividades políticas que o transformariam em um homem de muito conhecimento e cintura política.

No ano de 1964, com 35 anos aproximadamente, decidiu assumir a luta armada e ingressou no movimento guerrilheiro Tupamaros, formado por um grande número de jovens que buscavam uma nação mais igualitária onde o capitalismo e a especulação econômica não faziam parte do cotidiano. Nesta fase de sua vida teve que se esconder e entrar para a clandestinidade devido à violência e ao perigo que o governo da época representava para a luta armada. Esta clandestinidade não o protegeu para sempre, sendo detido em várias ocasiões, inclusive teve sua vida usada como bode expiatório pelo governo ditatorial para que a luta armada não pudesse ser retomada.

A carreira presidencial e a transformação do Uruguai no país mais moderno da América Latina

Da mesma maneira que aconteceu com vários líderes americanos dos últimos tempos, o caso de Mujica foi de um homem que tentou várias vezes chegar ao poder de seu país. Após vários fracassos e também de fazer parte de outro governo de coligação conhecido como Frente Amplio (que teve seu companheiro Tabaré Vásquez como outro presidente), Mujica finalmente se tornou presidente em 2009. Meses depois, mais precisamente no ano de 2010 assumiu o cargo até 2015, sem apresentar-se para uma reeleição.

Durante os cinco anos do seu governo, Mujica decidiu continuar com as políticas públicas de modernização já iniciadas pelo governo anterior, sendo que as aprofundou

Entre estas ações, investiu na educação pública, na cristalização de leis civis de diversos tipos e na defesa da economia nacional frente às potências internacionais e do resto da América, permitindo ao Uruguai consolidar-se como um dos países mais modernos da região.

Era comum enquanto presidente da nação desenvolver atividades domésticas cotidianas e isso fazia com que fosse elogiado por todo mundo.

Atualmente, Mujica ocupa o cargo de Senador Nacional e um dos elementos que mais destaca este homem dos demais é seu estilo de vida simples, pois continua vivendo da mesma maneira em sua chácara, com poucas posses e pertences, sem causas de corrupção ou enriquecimento ilícito.

> Proximo >>>

Buscador