Biografia de Mata Hari

São poucas vezes que uma mulher forte, determinada e poderosa pode triunfar neste mundo e esse foi o caso de Mata Hari, uma famosa dançarina holandesa que mesmo passando por dificuldades e miséria obteve sucesso em um curto período de tempo, mas que em seguida foi condenada por seus delitos. A história desta mulher é, sem dúvida, lembrada por sua ousadia, sensualidade e beleza, assim como pelos seus erros cometidos que a levaram terminar sua vida de maneira triste e trágica.

Uma mulher com um corpo privilegiado e a decisão de transformá-lo em seu meio de vida

Para compreender melhor a longa jornada de Margaretha Gertruida Zelle, conhecida como Mata Hari, devemos iniciar destacando que esta mulher começou sua vida dentro de uma família humilde, seus pais eram trabalhadores e não contavam com recursos econômicos privilégios. Durante a infância, seus pais tomaram caminhos opostos e logo após o divórcio, sua mãe faleceu por causa uma doença grave. Isto significou o primeiro golpe em sua vida e partir daí começou a perceber a dura realidade ao seu redor.

Consciente de seus encantos físicos, ela se casou muito jovem com um poderoso capitão, que havia conhecido após manter contato via correio e se mudaram para a região de Java. Por certo tempo, mantiveram um vínculo de suposto amor que rapidamente fracassaria e acabaria com o casamento, especialmente pela perda por envenenamento de um dos seus dois filhos. Pode-se dizer que a partir desse momento se inicia a história de Mata Hari propriamente dita.

Dançarina de salão e algo mais

Em Java, Margaretha teve contato com uma cultura diferente da sua e rapidamente se viu deslumbrada pela sensualidade das danças tradicionais. Decidiu dedicar sua vida em aperfeiçoar suas habilidades de dança e quando finalmente estava preparada retornou à Europa, podendo trabalhar em salões e clubes noturnos, tornando-se quase que imediatamente uma estrela. Diziam que, além de dançarina, dedicava sua vida à prostituição.

Trabalhou anos em Paris e em outras grandes cidades da Europa. Quando estourou a Primeira Guerra Mundial, Mata Hari estava em Berlim, capital do império alemão. Por causa de seus contatos com os comandantes da segurança alemã, recebeu uma proposta financeira interessante para atuar como espiã e, assim, tornou-se uma das principais informantes desse país.

Esta situação seria descoberta mais tarde pelos franceses, que a prenderiam em 1917 e a condenariam à morte por traição, terminando assim a vida de uma poderosa mulher e artista.

> Proximo >>>

Buscador