Biografia de Mao Zedong

Sem a figura de Mao Zedong seria impossível entender a situação atual na China. Após o triunfo da Revolução Comunista, em 1949, liderou um processo de transformação com mais sombras que luzes. Durante seu mandato de quase três décadas houve todo tipo de mudanças: a Revolução Cultural e o Grande Salto Adiante, entre os mais significantes. No mundo ocidental, seus ideais criaram uma nova corrente de comunismo: o maoismo.

Enquanto parte da intelectualidade europeia e mundial ficou cativada por sua Revolução Cultural e seu ilustre Livro Vermelho, sei poder político provocou a morte de 70 milhões de chineses e a implantação de um sistema repressivo com campos de reeducação em toda China. Apesar de tudo isso, alguns analistas afirmam que suas decisões reduziram a pobreza extrema e houve um aumento no padrão de vida da população.

Trajetória política

Mao Zedong nasceu em uma pequena aldeia na província de Hunan em 1893. Seus pais eram fazendeiros prósperos e graças a isso pôde formar-se na Escola de Magistério em 1918. Profissionalmente, teve duas atividades: primeiro como auxiliar de biblioteca e em seguida como professor primário.

Impactado pelos efeitos da Revolução Russa de 1917, abordou a tese do comunismo e fez parte da primeira assembleia do Partido Comunista Chinês. Por causa de seu interesse pela China rural, os líderes comunistas lhe encarregaram de difundir o comunismo entre os agricultores. Com o passar dos anos se tornou um guerrilheiro refugiado nas montanhas e passou a ser um novo líder revolucionário do denominado Exército Vermelho.

Após a guerra civil com os nacionalistas, o exército capitaneado por Mao foi instituído em 1949

Nesse momento, tornou-se o mandatário do país mais populoso do mundo.

Uma das primeiras medidas adotadas foi a coletivização da terra dentro de reforma agrária. Qualquer oposição às suas reformas era rotulada com a terminologia típica do comunismo: inimigos do povo, elementos antirrevolucionários ou reacionários da sociedade.

Em 1956, colocou em prática uma nova estratégia para projetar a imagem de uma mente aberta ao plano ideológico: o Movimento das Cem Flores. No entanto, quando os opositores começaram a reagir deu início a uma dura etapa de repressão contra os dissidentes.

O Grande Salto Adiante de 1958 se apresentou como uma nova revolução industrial e camponesa

Na verdade, a proposta resultou em coletivizações massivas que levaram a um fracasso econômico escandaloso e a um período de fome que acabou com a vida de milhares de chineses. Como consequência disso, Mao foi destituído da liderança do estado, porém permaneceu como líder simbólico do país.

Em 1966, o Grande Timoneiro impulsionou a Revolução Cultural com o fim de impedir qualquer proposta de corte capitalista ou burguês (os guardas vermelhos da revolução tinham a missão de denunciar todos os inimigos do povo).

Em seus últimos anos, Mao sofria de Parkinson e problemas cardíacos, morrendo finalmente em 1976.

Em sua vida pessoal

Nas diversas biografias escritas sobre o líder chinês, destaca-se que em sua infância e juventude sentia adoração por sua mãe e manteve constantes disputas com seu pai. Por ser adolescente foi obrigado a casar-se, mas Mao não tinha interesse em sua esposa, esta que morreu no mesmo ano do casamento.

Em 1920 se casou pela segunda vez, mas 10 anos depois teve que deixar sua esposa para virar um guerrilheiro (ela foi executada pelos nacionalistas chineses quando se negou em denunciar seu marido).

Durante os anos da Longa Marcha, casou-se novamente com uma militante comunista, mas suas constantes aventuras amorosas terminaram com o relacionamento (a terceira esposa de Mao foi para Moscou e acabou sendo internada em um hospital psiquiátrico).

Seu quarto casamento foi em 1938 com uma atriz muito jovem (eles se separaram em 1942, mas oficialmente esta foi considerada sua esposa durante toda sua vida).

Mao Zedong gostava de orgias, mais especificamente de desvirginar jovens garotas. Era um homem cruel com as mulheres e se irritava facilmente quando elas não lhe agradavam na cama.

Não gostava muito de higiene pessoal, na verdade, em vez de escovar os dentes fazia enxágues com chá. Também não acreditava na medicina convencional e para manter-se em forma praticava a natação.

Arte Fotolia: Nui7711, Bill Perry

> Proximo >>>

Buscador