História de Hórus Deus do Céu

O Deus Hórus, da civilização do Egito Antigo, é a principal referência para entender a cosmogonia e a mitologia egípcia. Do ponto de vista da representação iconográfica, Hórus possui um corpo humano e uma cabeça de falcão que leva as coroas do alto e baixo Egito, um símbolo característico dos faraós.

Sua cabeça de falcão representa o Céu, seu olho esquerdo simboliza a Lua e seu olho direito se refere ao Sol, suas penas do peito representam as estrelas e as asas abertas seriam a referência aos ventos.

Por outro lado, seu aspecto está diretamente relacionado à monarquia, pois é importante lembrar que na mitologia egípcia Hórus era filho de Isis e de Osíris, por este motivo, os faraós eram considerados a personificação de Hórus na vida terrena.

Por último, Hórus está conectado com o aparecimento diário do Sol pelo leste.

A presença de Hórus nos restos da cultura egípcia

A representação do Deus Hórus se encontra na "Paleta de Narmer", local onde sua imagem está associada às primeiras dinastias egípcias. Por outro lado, existem referências escritas no chamado "Canon Real de Turim", um papiro encontrado no século XIX que menciona os faraós que governaram o Egito e a procedência dos deuses.

O olho de Hórus como amuleto tem sua origem na mitologia

Nos relatos mitológicos, costuma-se dizer que Hórus queria vingar-se do seu irmão Seti, pois este havia matado seu pai, o Deus Osiris. Os dois irmãos se enfrentaram em várias ocasiões e como resultado Hórus perdeu seu olho esquerdo. No entanto, Hórus foi visitado por Thot, Deus da ciência e da magia, que recompôs o olho danificado, fazendo com que o mesmo recuperasse a visão. Desta maneira, o olho curado adquiriu uma nova dimensão mágica e poderosa.

Este relato mitológico foi incorporado à vida cotidiana dos egípcios antigos, que acreditavam que o símbolo do olho de Hórus era um talismã eficaz para prevenir problemas oculares, combater o ilustre mal olhado ou para alcançar uma vida próspera.

Estas crenças milenárias não desapareceram e hoje em dia há pessoas que carregam um olho de Hórus como amuleto para sentir-se protegido.

O olho de Hórus e o problema da cegueira no Egito Antigo

Em diferentes sitos arqueológicos aparecem referências aos problemas oculares que afetaram a população egípcia. A poderosa luz do apogeu solar provocava doenças na visão e muitas delas produziam uma cegueira total. Esta realidade nos permite explicar racionalmente por que os antigos egípcios precisavam de um amuleto para proteger sua visão.

Imagem: Fotolia. Morphart

> Proximo >>>

Buscador