História de Hefesto

Segundo os relatos mitológicos dos gregos o Deus Hefesto é um dos filhos de Zeus e de Hera. Quando sua mãe estava grávida teve a ilusão de ter um filho bonito, mas ao nascer comprovou sua feiura e deformidade física. A Deusa Hera, cheia de raiva, o expulsou do Olimpo e seu bebê caiu no mar onde foi apanhado pelas divindades marinhas, especialmente a Deusa Tétis.

Hefesto foi criado em uma caverna submarinha onde aprendeu a arte dos metais. As peças que fazia eram entregues às divindades do mar para que pudessem enfeitar seus corpos. Um dos ornamentos cobria o corpo de Tétis e um dia a Deusa Hera quis saber quem havia fabricado tal peça chamativa.

Tétis disse a verdade e admitiu que Hefesto era o criador do lindíssimo enfeite

Nesse momento, a Deusa Hera decidiu que seu filho retornaria ao Olimpo para continuar dedicando-se com a fabricação desses lindos metais.

Chegando ao Olimpo, Hefesto teve que enfrentar seu pai Zeus, pois não aceitava que o mesmo tivesse castigado sua mãe Hera que por rebelar-se contra ele foi mantida pendurada pelos pulsos. A reprovação provocou a ira de Zeus e Hefesto foi jogado ao Olimpo novamente, só desta vez caiu na terra e como consequência quebrou as pernas. Desta maneira, além de feio e deformado ficou manco.

Com o passar do tempo, Zeus se arrependeu e fez o filho voltar ao Olimpo. Ali permaneceu fabricando as barras que seu pai empregava para castigar os mortais.

Um Deus deformado que se casou com a Deusa Afrodite

Hefesto era um Deus muito querido e apreciado pelos gregos, pois sua habilidade manual era uma qualidade que o aproximava dos humanos. Com suas mãos fabricava escudos, todo tipo de enfeites de metal e as mencionadas barras que seu pai usava.

Como era sozinho pediu Afrodite em casamento, a Deusa da beleza e da sensualidade. Afrodite aceitou e desta maneira ocorreu um casamento singular: o Deus mais feio e deformado unido sentimentalmente a uma Deusa belíssima. No entanto, sua história de amor não foi precisamente feliz, pois sua esposa, a Deusa Afrodite, tornou-se amante de Ares, o Deus da Guerra.

As mais variadas interpretações sobre o mito de Hefesto

Para alguns simboliza a revolução tecnológica dos metais na antiguidade. A partir de uma perspectiva totalmente diferente nos faz lembrar que a deficiência física e a feiura podem vir acompanhadas da dignidade. Por último, o mito de Hefesto leva implícita uma mensagem de superação pessoal.

Imagem: Fotolia. rudall30

> Proximo >>>

Buscador