Biografia de Hatshepsut

Esquecida pela história dos faraós, reis e pirâmides, Hatshepsut foi uma das poucas mulheres que chegou ao poder no Egito Antigo, mas sua história e presença são conhecidas relativamente há pouco tempo. Fez parte da XVIII Dinastia, a que iniciou o período conhecido como o Império Novo.

Acredita-se que este foi um dos períodos mais brilhantes da história dessa região; no entanto, pouco crédito foi dado a esta faraó e governante.

A primeira das damas

A sociedade egípcia era uma sociedade altamente hierárquica, de tal forma que explica o poder de alguns e a pobreza de outros, justificado pela religião. Neste mundo era difícil e quase impossível as mulheres chegarem ao poder. É por isso que o caso de Hatshepsut, a primeira das damas, é interessante, útil e necessário. Filha do faraó Tutmosis I, acredita-se que Hatshepsut tenha nascido na cidade que até o momento era a capital: Tebas. Pouco se sabe sobre sua origem, mas que por pertencer a uma família real, não era como qualquer outra mulher do Egito.

Devido à morte prematura de todos os seus irmãos homens e de seu pai Hatshepsut se tornou a única herdeira ao trono. A disputa ocorreu em sua juventude a partir do momento em que seu pai teve vários filhos homens de mulheres não oficiais, entre os quais Tutmosis II foi quem mais lhe enfrentou para chegar ao poder. Mesmo sendo a herdeira legitima teve que suportar e atuar como esposa de seu meio-irmão para continuar com o legado masculino.

A inteligência a serviço do poder

Todos os documentos escritos e hieroglíficos que nos chegam atualmente sobre o papel político de Hatshepsut na história mostram sua inteligência como característica distintiva. Sendo esposa de seu meio-irmão e primeira dama real, esta mulher notável soube devolver a injustiça recebida por parte dos funcionários de seu pai, com a qual foi impedida de assumir o trono, através de um ataque gradual e contínuo ao governo de seu meio-irmão. Foi construindo um grupo de seguidores e colaboradores, para finalmente, no ano de 1490 a. C dar o golpe e consagrar-se como faraó.

Para demonstrar força, ao ser coroada como faraó, Hatshepsut foi proclamada filha do próprio deus Amon, o que lhe deu a envergadura que necessitava para perpetuar-se no poder sem ser questionada. Cumpriu seu papel com caráter e firmeza, levando o Egito a um período de sucesso e relativa paz.

Conseguiu dominar tribos e povos que procuravam atacar o Egito e tirar sua grandeza. Em seu governo construiu um dos palácios mais incríveis que ainda hoje permanecem em bom estado na cidade de Deir-el-Bahari.

Apesar de não haver registros concretos de sua morte, acredita-se que lentamente se retirou do poder devido a problemas de saúde que acabaram com sua vida.

Imagem: Fotolia Miguel Cabezon

> Proximo >>>

Buscador