Biografia de Frida Kahlo

Transformada atualmente como um ícone de merchandising por toda parte, Frida Kahlo foi apesar disso um símbolo de transformação, poder e luta. Talvez este poder e força que transmitia de sua vida a transformaram em uma figura inesquecível.

Frida Kahlo dedicou toda sua vida à arte e ao amor pelo seu marido Diego Rivera. Experimentou inúmeros obstáculos, dores e sofrimentos que a tornaram uma pessoa única e absolutamente valiosa.

A dor chega para ficar: Frida e o sofrimento

Obviamente os momentos mais conhecidos da vida desta grande artista mexicano (nascida na região de Coyoacán em 1907) são aqueles compartidos com seu amor Diego Rivera, mas sua história ficou marcada prematuramente pelo sofrimento físico. Desde criança, Frida sofria com uma doença muito séria para a época: a poliomielite, uma doença que a deixaria debilitada por muito tempo, causando problemas para o resto de sua vida em uma de suas duas pernas.

Mais tarde, quando era jovem, Frida sofreu um grande acidente de trânsito em um bonde, o que lhe causou feridas profundas em sua coluna vertebral, assim como em seus membros inferiores. A lenda diz que Frida carregava um pó de ouro quando estava no bonde que se chocou com um ônibus, o mesmo se espalhou pela rua e deixou o corpo da jovem coberto por um manto dourado, tornando este fato uma metáfora de sua entrega às artes plásticas.

Uma vida dedicada à arte e expressa nas telas

Na vida adulta, Frida escolheu a carreira artística para dedicar-se a uma vida que lhe impedia de sentir-se livre em seu próprio corpo. Foi através das artes plásticas que descobriu sua capacidade de transmitir todas as dores que sentia na alma através de suas deficiências físicas. Conheceu seu grande amor, Diego Rivera, através de amigos em comum. Ele já era um artista mexicano de grande destaque para a época e vinte anos mais velho que ela. Assim, Frida confirmou sua paixão pela pintura e pelo retrato da realidade tradicional mexicana.

Desde então, a história de Frida esteve sempre ligada à expressão artística e em seu diário pessoal, uma obra de arte por si só, reflete o esboço de muitas de suas obras, assim como a influência de Diego, seus amores e desencantos, na construção de sua identidade pessoal. Frida e Diego também se dedicaram à política, eram comunistas e chegaram a receber Leon Trotsky em sua própria casa em um momento de suas vidas.

A profunda consciência política e artística tornou esta mulher, sem sombra de dúvidas, uma das figuras mais importantes e impressionantes do século XX. Com grandes marcas de insegurança, mas ao mesmo tempo com um caráter inconfundível, Frida deixou este mundo depois de sofrer muito, como na perda de gravidezes, amputações e outras lesões mais sérias, mas que ficou para sempre na memória daqueles que admiram sua luta, seu poder de criação e ressurgimento eterno.

Fotos Instagram fridakahlo

> Proximo >>>

Buscador