Biografia de César Rengifo

A primeira parte do século XX esteve atravessada por mudanças sociais e políticas radicais que ocorreram tanto na América Latina como no resto do mundo, mas também por guerras entre as grandes potências, assim como entre as nações poderosas contra suas colônias que reivindicavam autonomia.

Uma combinação que sem dúvida ocasionou uma ebulição que impactou todas as ordens e contextos do planeta...

Já os artistas e intelectuais, como este pintor e autor venezuelano, não permaneceram alheios a tudo isso, mas se uniram ao fervor das transformações sociais e das lutas políticas através de suas criações, das quais foi um meio de transmitir suas ideologias e apoio.

No seu caso, foi um fiel expoente da corrente pictórica do realismo socialista nascido no México.

O propósito do Realismo Socialista foi difundir os problemas sociais que afetavam parte da sociedade mais vulnerável.

A partir de sua obra artística, manifestou abertamente sua luta social em favor dos mais necessitados e de sua ideologia comunista, cuja inspiração emanou principalmente de sua viagem ao México e sua proximidade a uma das maiores referências do Muralismo mexicano, Diego Rivera, marido de Frida Kahlo e cuja obra deixou uma marca inapagável em sua pátria e na denúncia social que foi sua principal motivação.

Foi a voz do campesinato esquecido a partir da mudança de paradigma econômico em sua pátria, que começou a dar proeminência à indústria petroleira, e aos primeiros esqueceu...

No final dos anos trinta, sua carreira artística alcançou uma repercussão muito importante por causa de suas criações pictóricas e dramatúrgicas bem-sucedidas

Estas que eram acompanhadas também por uma intensa atividade literária através da poesia e do jornalismo.

Nasceu na cidade de Caracas, no ano de 1915. Formou-se na Academia de Belas Artes de Caracas e se especializou em técnica mural no Chile através de uma bolsa de estudos que conseguiu.

Faleceu em novembro de 1980, aos 65 anos.

Mais de uma década depois de sua morte, Hugo Chávez e seu até então sucessor, Nicolás Maduro, encontraram em César um símbolo de luta social com o qual se associaram e fizeram campanha política juntos, e que claramente se aproveitaram dele.

Assim recebeu uma infinidade de homenagens especiais nos dias de sua morte e nascimento, destacando especialmente seu perfil como lutador social e sua ideologia comunista.

> Proximo >>>

Buscador