Biografia de Camilo Cienfuegos

Na sombra de imensas figuras históricas como Fidel Castro e Che Guevara aparecem outros personagens que contribuíram da mesma forma na luta pela libertação do povo cubano. Entre eles, devemos mencionar Camilo Cienfuegos, um homem de origem social muito humilde que desde cedo fez parte de diferentes atividades políticas e que se tornaria um dos líderes mais importantes e influentes líderes do grupo revolucionário conhecido como Movimento 26 de Julho.

Uma família trabalhadora e a precoce consciência política

O nascimento de Camilo Cienfuegos Gorriarán aconteceu no ano de 1932, em um distrito humilde e trabalhador da cidade de Havana, em Cuba. Ali, desde pequeno, assistiu a uma dura realidade observando seus pais e familiares dedicaram suas vidas ao trabalho sob as piores condições para atender as mínimas necessidades. Sua educação foi interrompida em vários momentos devido às constantes mudanças de sua família em busca de melhores opções. Sua adolescência transcorreu de maneira tranquila, sendo que não há muitos registros dessa passagem, exceto ao fato que fazia parte de pequenos grupos estudantis e começou lentamente a interessar-se por reivindicar coisas que achava injusta.

Quando tinha vinte anos viveu um dos acontecimentos que marcaria para sempre sua vida e a de todos os cubanos: o militar Fulgencio Batista deu um golpe de Estado e assumiu o poder através de métodos ditatoriais. Desde então, Camilo estaria diretamente imerso em atividades políticas, tais como protestos, mobilizações, organização da resistência armada, entre outras. Em 1953 viajou para os Estados Unidos fugindo da ditadura, mas suas posições políticas lhe tornavam suspeito e o departamento de imigração desse país decidiu finalmente expulsá-lo para o México. Ali passaria três anos tratando de consolidar sua consciência política e realizando trabalhos menores. Em 1956, juntou-se à histórica expedição a bordo do iate Granma, que seria considerado o início da ação revolucionária cubana.

Mudar a própria vida para mudar a dos demais

Da mesma maneira que aconteceu com outros participantes do Movimento 26 de Julho, responsáveis pela revolução mais importante da América Latina, Camilo Cienfuegos sabia desde cedo que no momento que ingressasse no grupo revolucionário, sua vida mudaria para sempre e, consequentemente, a do povo cubano. Graças a sua capacidade militar, valentia e liderança corajosa e sensata, pôde aos poucos ascender a várias categorias dentro do exército revolucionário e em pouco tempo se tornou capitão do exército rebelde, um cargo que lhe daria muitas honras.

Muito próximo a Che Guevara, Camilo Cienfuegos foi central na consolidação de inúmeras vitórias através da luta armada. Vitorioso na revolução de 1959, Camilo se tornou um dos líderes mais importantes e próximos ao poder de Fidel Castro. Nesse mesmo ano, em outubro, Camilo foi incumbido pelo próprio Fidel Castro de prender um líder cubano que discordava do curso dos acontecimentos. Na volta de Camagüey para Havana, o avião da qual Camilo e sua tripulação viajava sofreu um acidente. Acredita-se que em 28 de outubro de 1959 seja o dia de sua morte, mas as causas nunca foram esclarecidas completamente e as suspeitas sobre um possível assassinato ou ataque ficaram sempre pendentes.

> Proximo >>>

Buscador