Biografia de Arthur Rimbaud

Com uma vida curta, mas muito intensa, Arthur Rimbaud se consagrou depois de morrer (da mesma forma como muitos artistas) como um dos poetas mais importantes e representativos do século XIX europeu. Nascido em uma pequena cidade no norte da França, Rimbaud sempre liderou uma vida rebelde e culminante, marcada tanto por suas relações passionais como por sua incrível capacidade de escrever lindos poemas.

Uma infância difícil e a rebeldia juvenil

O que se sabe sobre a história de Arthur Rimbaud é que nasceu no seio de uma família complexa. Seu pai, militar, apaixonou e se casou com uma mulher de origem abastada. Desta união tiveram cinco filhos, dos quais Arthur se encontra em segundo lugar.

Embora a relação entre seus pais não demonstrasse ser particularmente conflitante, a ausência do pai por exigências do trabalho durante todo o ano fez com que não estivesse presente em sua vida e de seus irmãos durante a infância. Finalmente, sendo nosso protagonista ainda muito pequeno, a separação aconteceu e os caminhos entre seus pais mudaram seu destino.

A adolescência e a juventude de Arthur foram muito conflitantes, pois desde cedo começou a mostrar interesse em viver a vida ao extremo, desfrutando de emoções e sensações fortes. Apesar de ser enviado por sua mãe para as melhores escolas a fim de desenvolver suas habilidades, Arthur abandonou a educação institucional e decidiu continuar sua carreira de poesia por conta própria.

O amor apaixonado e o ápice de sua arte

Um dos elementos mais importantes da vida de Arthur Rimbaud foi sem dúvida o fato de conhecer Paul Verlaine, um poeta francês que vivia em Paris com a esposa no ano de 1871. Ambos os escritores se descobriram mutuamente através de uma experiência única e inovadora, assim, viveram uma das histórias de amor e paixão maios conhecidas da literatura moderna. Muitos argumentam que passava seus dias consumindo álcool, drogas e absinto, uma bebida específica que estimulava os sentidos e lhe permitia escrever poemas profundos e complexos.

A relação entre ambos terminou muito mal, com uma tentativa de assassinato por parte de Verlaine ao jovem Rimbaud, devido à impossibilidade de continuarem o relacionamento

Com o final da relação, Rimbaud decidiu fugir dessa difícil realidade e viajou por vários países e continentes. Esta época foram os últimos anos de sua vida, da qual experimentou muitas situações e circunstâncias particulares, como toda sua vida em geral.

No ano de 1891, começou a sofrer uma dor estranha que confundiu com uma possível artrite, mas que posteriormente foi diagnosticado como câncer ósseo.

Finalmente, aos 37 anos, morreu em Marselha, deixando para a posteridade um trabalho muito rico que segue sendo essencial para a literatura ocidental da atualidade.

> Proximo >>>

Buscador