Biografia de Américo Vespúcio

Se pensarmos em todos os homens que colocaram a história no ombro e contribuíram para o encontro dos dois mundos, podemos dizer que Américo Vespúcio, sem dúvida, desempenhou um papel valioso. Este marinheiro oriundo da cidade de Florença realizou inúmeras viagens pelos diversos mares do mundo, mas se destacou quando percorreu de modo particular a terra desconhecida. Acredita-se que o novo continente leva seu nome porque foi o primeiro navegador em reconhecer e comprovar que esta terra pertencia a um continente separado e diferente dos demais.

O mar como parte de sua vida desde o início

Da mesma forma que aconteceu com muitos navegadores, marinheiros e comerciantes do século XV, Américo Vespúcio esteve vinculado desde muito pequeno com o mar devido ao seu nascimento em uma das cidades mais prósperas da Europa. Nasceu em 9 de março de 1454, em Florença, cidade que na época era o centro do comércio europeu assim como dos avanços culturais e científicos. Vespúcio fazia parte de uma família de comerciantes e tabeliães, entre os quais seu pai se destacava e desde cedo mantinha vínculos com famílias poderosas, como os Médicis.

Américo passou a ser o responsável pela família após a morte de seu pai e isso lhe ajudou a especializar-se em intercâmbios para outras cidades da Europa, especialmente a pedido de seus poderosos clientes que lhe solicitavam produtos de luxo. No final do século XV, encontramos nosso protagonista na cidade espanhola de Sevilha, pois foi ali que ficou sabendo que um marinheiro genovês havia chegado a um território desconhecido. A convulsão gerada na época despertaria o interesse de Américo em participar de viagens para reconhecimento dessas terras distantes.

Começam as viagens e a transformação da história

No início do século XVI, acredita-se que Américo Vespúcio realizou suas primeiras viagens ao novo continente. Embora não haja textos que comprovem o fato, existem cartas que historiadores e especialistas consideram que o navegante enviou do navio para seu cliente mais importante, Lorenzo de Médici.

Ao longo de suas travessias, Vespúcio conseguiu percorrer em grande parte os limites do continente que hoje leva seu nome e assim pôde confirmar que esta nova terra não pertencia às Índias nem a qualquer outro território conhecido.

Esta situação fez com que muitos navegantes posteriores a Vespúcio considerassem a possibilidade de usar seu primeiro nome para identificar o novo continente. Em uma versão feminina como dos demais continentes, os cartógrafos alemães propuseram o nome América nos mapas e a partir daí foram publicados em meados do século XVI quando a importância da contribuição do navegador florentino já havia sido confirmada.

Américo faleceu em 22 de fevereiro do ano 1512 em Sevilha.

Fotolia. Juulijs, Rafa Rivera

> Proximo >>>

Buscador